domingo, 31 de julho de 2016

Minas dos Carris

Um dia fantástico para trilhar a bela serra e conhecer novos amigos e rever outros.

Minas dos Carris, era o destino principal, e pelo caminho, muitos locais belíssimos. Muito gado na serra, a pulvilhar a paisagem.

Ponto à parte destas belezas, o encontro furtuito com dois inexperientes indivíduos, que tiveram sorte de nos encontrar, no momento em que tinham despejado a ultima água pela cabeça abaixo(deviam estar pouco quentes), e que sem equipamento adequado para a práctica deste tipo de montanhismo, nos abordaram nas Minas dos Carris, quando estavamos a abastecer no único ponto de água por aquelas bandas.



A primeira frase que ouvimos das suas bocas foi: "para a estrada nacional?" e disseram isto enquanto apontavam para Lamalonga. Ora, ficámos sem saber muito bem o que responder e partimos para tentar perceber a situação.

Resumidamente:

Queriam fazer um percurso circular. Tinham deixado o carro em Leonte, e depois seguiram 3km até ao estradão das minas, depois oupa km acima e perto das 14h os encontrámos, tendo eles intenção de seguir para Leonte por Lamalonga ou sabem lá eles por onde. Na verdade, eles não sabiam absolutamente nada de nada, e sem mapas, bússula ou gps, num dia de calor, sem água e provavelmente sem comida dado o tamanho das mochilas. Convidei-os para almoçarem comnosco, mas recusaram. 

Tratámos de os encaminhar de volta ao estradão e espero que tenham voltado por aí, porque para o meio da serra, sem conhecerem nada e sem água em zona onde água practicamente não existe...só podia dar em desgraça. 

este exemplo de total impreparação e desrespeito pela serra, deve servir de exemplo para que ninguém pense adentrar o Gerês profundo, de calçado raso, sem mantimentos, sem auxiliares de navegação e sem conhecimento prévio da topografia. essencialmente, sem usar o maior atributo: o senso comum.



Saudações especiais a todos os companheiros de jornada, neste fantástico dia de convívio saudável.










Enviar um comentário