terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fafião-Porto da Laje-Marinho-Fojo de Alcântara




Algumas das lagoas do rio Fafião
Zona das Lagoas do Marinho(cima) Rio da Pigarreira(baixo)
Um dia muito quente, apesar de que nas alturas a brisa era fresca, quando havia. Tive o prazer de guiar 3 amigos de Santa Eulália, o Miranda, o Miguel e o Jorge, que puderam experimentar sensações serranas do nosso Parque Nacional, inesqueçíveis seguramente.



Para mim foi bastante enriquecedor poder atravessar as dificuldades que marcaram lugar fundo para as pequenas grandes recompensas. O valôr de encontrar água fresca para beber no meio da serra, ou uma sombra para descansar, ou encontrar um caminho onde nada o previa, ou claro, chegar ao carro depois dos 15km sob sol escaldante.

Obrigado amigos e até breve.

8 comentários:

Miranda disse...

Foi uma excelente caminhada, gostei. Espero poder voltar a caminhar por esta bela zona..

Abraço..

Jorge Nogueira disse...

Meu Caro,

Os praticantes de Canyoning têm tanto direito à Serra e aos Rios do Gerês como o Sr.
Porque se formos ver as suas visitas para os lados de Pincães, também não são isentas de excesso de gente. Deu a sua opinião no seu Blog, e eu estou a dar-lhe a minha. Não que estivesse a praticar Canyon nesse dia, mas como lhe digo todos temos direito à Serra.
Sem ressentimentos,
Jorge Nogueira

Alexandre Matos disse...

Olá Jorge, obrigado pelo comentário. Dou-lhe total razão naquilo que comentou. Se deixei a impressão de estar a menosprezar os que practicam canyoning, isso não era a minha intenção. Na verdade gosto dessa actividade. O que referi foi que gosto de ver a serra com menos pessoas, e quando aparecem muitas pessoas para as caminhadas que organizo, também não gosto e por isso estou a tentar reorganizá-las. De todo o modo, concordo com o Jorge e espero vê-lo pela serra também.Abraço e obrigado pela visita.

Jorge Nogueira disse...

Olá Alexandre,

Também não era necessário refazer o texto.
De qualquer maneira a conversar é que nos entendemos.
Espero poder encontar-te também pelo Gerês, nem que seja no Alto de Palma ;)

Abraço

Jorge Nogueira disse...

Olá Alexandre,

Também não era necessário refazer o texto.
De qualquer maneira a conversar é que nos entendemos.
Espero poder encontar-te também pelo Gerês, nem que seja no Alto de Palma ;)

Abraço

Jorge Sousa disse...

Gostei do vosso blog. Parabéns. Jorge Sousa (bota-rota.blogspot.com)

Dylan disse...

Uau! Grande aventura.

Policarpo disse...

Realmente os turistas de lata de cerveja são o mal do Gerês.
Ver beatas, latas e garrafas de água assim como plásticos espalhadas junto às lagoas do Homem ou das do Arado acima da cascata dá vontade de começar a distribuir chapada